Newton Cannito – Publicações

Newton Cannito gosta de criar tanto quanto de ensinar. Através de livros, artigos e e-books, o roteirista busca transmitir e agregar conhecimentos tanto aos jovens talentos, quanto aos profissionais experientes que buscam uma nova visão.

A Televisão na era Digital

Nesta obra destinada a estudantes de jornalismo, publicidade, rádio e TV e cinema, Newton Cannito discute os desafios da televisão na era digital. Entre os assuntos abordados estão o ambiente de convergência digital, os modelos de negócio do futuro, a interatividade e a democratização dos conteúdos. Editora Summus, 2010.

Manual de Roteiro

Autor do livro publicado pela Editora Conrad em 2004.

Escrito com Leandro Saraiva, está na segunda edição. Um livro fundamental para quem quer desenvolver roteiros em TV e cinema. Partindo de exemplos concretos e dissecados, Leandro Saraiva e Newton Cannito ensinam a romper com fórmulas pré-existentes, apresentando possibilidades narrativas ao invés de receitas prontas.

Choque de Tropicalismo - Cinema e TV

É um livro que reúne artigos, manifestos e reflexões que visam provocar um debate em torno do audiovisual brasileiro, através do explicitamento de opiniões e incitação ao pensamento. O livro visa romper falsas dicotomias que travam o debate, algumas como o cinema de gênero x cinema de autor; modelos de negócio; sucesso de público; obras que dialoguem com o inconsciente coletivo.
Os artigos contidos no livro ajudam a pensar o cinema brasileiro em outras chaves. E que se inicie o debate!

Novos Monstros

Uma fábula darwinista sobre a sobrevivência das espécies econômicas tupiniquins. Um semifamoso – ator descamisado da indústria cultural entra em transe em meio a programa de auditório adolescente apresentado por senhor de cinquenta anos. Um sócio-laranja faz uma defesa da ética oculta dos corruptos brasileiros. Esses e outros Novos Monstros estão presentes neste livro.  Publicado pela Geração Editorial em 2009. Contos. Premiado com o PAC do Governo do Estado de São Paulo.

Confissões de Acompanhantes

Autor de uma recriação literária baseada em relatos reais de prostitutas e homens freqüentadores da noite.

Os textos abordam sexo, amor e humor.

Sá Editora/FICs em 2008.

.

Manual do Bullyng

Livro humorístico, contendo textos, reflexões, propostas sarcásticas, irônicas ou até mesmo de mau gosto.

Esse livro traz sátiras de humor pós-ativista e propõe a universalização do bullying.

Deus é Humor

Deus é humor é uma maneira de mostrar um lado divertido de Deus, brinca com nossas teorias a respeito do Divino. O livro pertence a  uma linha de humor que o autor, de forma bem humorada, denomina Existencialismo Lúdico.  O lema do livro é “O humor é meu pastor e nada me irritará”.

Somos Todos Zumbis (E-book)

‘Somos todos zumbis’ é uma comédia tropicalista que mistura a série de TV ‘The Walking Dead’ com o filme ‘Jogos Mortais’. Num futuro próximo, o mundo é dominado por uma imensa corporação e o politicamente correto virou lei. Os zumbis já foram aceitos socialmente (tal como os vampiros do seriado ‘True Blood’) e são considerados o tipo de funcionário ideal. Afinal eles não pensam, não tem crise ética, agem mais do que falam, sabem trabalhar em grupo e não tem medo da morte. Além disso, um zumbi bem treinado aprende a articular palavras e consegue decorar até 10 mil frases, como poesias do Paulo Coelho e aforismos de música sertaneja! Um sucesso!

É nesse mundo que o jovem nerd Galileu entra na UPP (Universidade Pública para o Privado) onde as cotas para zumbi já passam dos 50%. O curso em si é um imenso ‘reality show’ para testar a fidelidade do aluno para virar celebridade. É ali que Galileu irá se envolver num triangulo amoroso — com uma humana e um colega zumbi — e em uma revolução para derrubada do apresentador e CEO Sandro Malluco, controlador de todo Império Zumbi.
Muito amor, muito morto e muita revolução numa comédia política tropicalista recheada de cultura pop. Venha se divertir com ‘Somos todos zumbis’.

O Homem que Virou Suco

Col. Aplauso Cinema Brasil
O Homem Que Virou Suco é o trabalho mais famoso e consagrado do cineasta João Batista de Andrade. Nesta edição especial da Coleção Aplauso da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, você terá uma ampla visão deste momento marcante do cinema brasileiro. Num projeto que levou um ano em execução, você irá conhecer não apenas o texto do roteiro original que deu vida ao filme, mas também a primeira versão do Argumento, o Folheto de Cordel de mesmo título, as letras das músicas de Vital Farias, além de entrevistas e depoimentos de João Batista de Andrade. Além disso, traz as principais críticas publicadas sobre o filme, a lista de premiações, a ficha técnica e os problemas que teve com a censura federal. É um trabalho exemplar para todos que se interessam pela arte da dramaturgia cinematográfica e a história do cinema brasileiro.

Revista Observatório Itaú Cultural

Revista Observatório Itaú Cultural – N. 10:
Cinema e Audiovisual em Perspectiva: Pensando Políticas
Cannito,Newton / Da-rin,Silvio / Meleiro,Alessandra / Simis, Anita / Belisa Figueiró / Gustavo Dahl / Hadija Chalupe / Katia Augusta Maciel / Leandro Mendonça / Leandro Valiati / Luís Fernando Angerami / Marcos de Souza / Melina Marson / Roberto Moreira S. Cruz
Esta edição trata de políticas para o audiovisual no Brasil e passa por temas como distribuição, mercado, políticas públicas, direitos autoriais, gestão cultural, novas tecnologias, além de trazer texto de Silvio Da-Rin, ex secretário do Audiovisual. Parte dos artigos de ganhadores do Prêmio SAV e do Programa Rumos Itaú Cultural Pesquisa: Gestão Cultural 2007-2008.